28 agosto 2014

[Resenha] A vez da minha vida – Cecelia Ahern

Gosto muito da Cecelia desde P.S Eu te Amo, que, aliás, o livro é bem melhor e bem diferente do filme, só digo!

Bem, a mocinha da vez é Lucy – sem namorado, em um emprego que detesta, em uma casa minúscula que ninguém pode entrar, pois ela morre de vergonha do lugar; seus pais lhe criticam muito por ela ter estudado tanto e ainda não ter uma carreira bem sucedida aos 29 anos, seus amigos pensam que ela traiu o namorado, quê mais... ??? ... Ahh sim ela tem uma vizinha que tem um bebê imaginário, sem falar que ela se encontra cara a cara com a sua Vida, sim a Vida dela, essa vida bagunçada.


Ok, no começo do livro eu achei que a autora escreveu demais, muita descrição que sinceramente não sei nem de quê porque não me lembro. Esse fato dela se encontrar com sua própria Vida em formato humano poderia até ser intrigante, mas me deixou incomodada, ela não mostrou logo de cara se era fantasia, se estava mesmo na real, tipo é a tua vida em formato de Homem ou é alguma piada? Eu fiquei boiando.

No entanto, quando me acostumei que realmente é a Vida tentando consertar Lucy aí eu viajei na história. Gostei de Lucy, ela é uma figura, sem falar que é muito mentirosa, o que faz com que Vida revele uma verdade constrangedora na frente de todos a cada mentira contada. Já podem imaginar os maus bocados.

Ok que tem umas realidades inventadas demais, tipo o mal do chick-lit é florear muito, eu sei que há encontros inacreditáveis, mas não são clichês né, sem falar que algumas ironias usadas são meio bobas... Eita, acho que falei muito mal desse livro hihi, mas assim eu leria, eu me apaixonei por Vida, ele é sensacional, ele é engraçado, ele vale a pena total.



20 agosto 2014

Vidas Anônimas

É um prazer escrever sobre ideias, não sou lá muito criativa, mas eu tento escrever algo relevante.

Já pensei em algum projeto que pudesse ajudar as pessoas, algum tumblr para conscientização sobre política, meio-ambiente ou contra o preconceito, por exemplo, mas me falta àquela ideia sabe!

Então hoje fui surpreendida hoje por um blog fantástico, o Vidas Anônimas que mostra a história de pessoas reais, aquelas que passam por você ou que você vê todos os dias e nem imagina as surpreendentes lições que essas pessoas têm a ensinar.


Eu fiquei super feliz, muito, muito mesmo em ver um trabalho como esse.


14 agosto 2014

[Projeto] Esqueça Um Livro

Estava na blogosfera quando entro em um blog (oi?) e vejo esse projeto INCRÍVEL!

Mas é claro que existe há um tempão, eu que sou desatualizada. Tem até uma página no facebook com representantes do projeto aqui em Maceió, veja só!


Bem, chama-se Esqueça Um Livro e foi criado por Felipe Brandão, “A ideia é inspirada no conceito de BookCrossing, criado nos EUA no começo dos anos 2000”, explica. Combinando leitura e urbanidade, o conceito convida os leitores a deixar um livro em local público, para que outra pessoa o encontre, o leia, e volte a abandoná-lo, ampliando assim o acesso à leitura”.

Eles até disponibilizam um material, tipo o logo, um marcador e tal para deixar junto ao livro esquecido e divulgar o projeto ♥ Melhor ideia impossível, me apaixonei. Tipo, tenho um monte para “esquecer”. Como não pensei nisso antes?

Aqui diz como participar e Aqui a página oficial do facebook





11 agosto 2014

[Resenha] Aconteceu em Paris > Molly Hopkins

Que livro maravilhoso! Tem um ditado que diz mais ou menos assim: que se uma pessoa te fizer sorrir no primeiro encontro, vocês serão amigos para sempre. E foi o que aconteceu, comecei a ler e já fui arreganhando os dentes, pronto me apaixonei pelo livro!

Subestimei muito esse livro pela capa, é um chick lit, tudo bem, mas nada óbvio.

Bem, vamos à estória: Evie é demitida, tem uma dívida de 9.000 libras e não sabe muito bem por onde começar. Mora em um apartamento com sua amiga maluquinha Lulu, aliás, as duas tem seu grau individual de maluquice. Então, Evie de repente decide ser guia de turismo, pois não suporta ficar trancada numa sala de escritório. A grande questão é que ela não tem a mínima experiência e é partir daí meu bem, que começam as aventuras hilárias, ela é muito engraçada, naturalmente engraçada, gente ela é inacreditável!!!


Claro que temos romance também, Rob é um gato, loiro, musculoso, um delírio, além de generoso, tem um sorriso lindo, é inteligente, faz uma merda lá na frente e aí que o negócio fica complicado... Também tem o Alain, lindo; o Nikki que é gato também... Enfim...

Os comentários de Evie são os melhores, ela realmente não perde uma “deixa”.

Eu nunca ri tanto, sozinha, na cama, na rua, no ônibus, na vida por causa de um livro. Às vezes eu me lembrava de uma cena e pronto começava a rir descontroladamente. Molly Hopkins, a autora, superou totalmente Sophie Kinsella, outra autora que adoro.

Eu fiquei pensando que daria uma ótima série da HBO ou da Fox, com certeza eu acompanharia.