29 outubro 2014

À primeira vista...

Em um estado normal da vida, do espírito, das fantasias, dos sonhos e da mente fervilhando, acontece. Acontece de encontrar pela primeira vez uma pessoa e por algum acaso do destino ou imaginação ingênua perceber que esta pessoa não sai mais do pensamento.

É triste.
É triste para o inconformado que quer descobrir sempre.

Mas alimenta aquela faísquinha que mora dentro de nós chamada esperança.
E ela se alimenta de cada presença.


E quando esta esperança começa a doer?
Começa a perturbar?
E quando em seus sonhos, antes de dormir, ele está ali sob todas as formas, pra sempre?

Quando a única paz que sente vem ao escrever sobre ele? 
Comportamentos por causa dele.
Pensar nele.
Sem falar claro na busca desenfreada pelo Google.

Não tem conforto. O coração quer muito mais.


27 outubro 2014

A distância palhaçona...

Essa Bitch, proporciona um furacão de sentimentos, todos confusos. Dependendo do dia eu tenho certeza do que sinto e o que não quero sentir falta. 
Numa segunda eu sinto que pensar em você é estar carente. Não acho mais a saudade normal, penso que é porque ainda não tenho outra pessoa.
 ...

Qualquer hora, depois de falar com você, com a amizade que combinamos manter, eu entendo que é só o momento, na verdade.
No outro dia, na perspectiva de encontrar o cara que conheci há pouco e que despertou a bestona que estava adormecida, eu nem lembro mais como era nosso beijo, claro, até voltar para casa e ver uma mensagem sua no whats.

Então eu penso em Guiomar (personagem do romance de Machado de Assis – A Mão e a Luva) e suas reflexões, seu momento de introspecção tentando entender seus mais profundos sentimentos e usando a  razão, e assim tomando a melhor decisão.

O que eu concluo?
Nada.


20 outubro 2014

Sobre os sonhos

Este fim de semana fiquei doente, os dois dias :( estava sem paciência para ler, estudar e assistir TV, então bendito seja quem inventou o YouTube, assim que abri a página apareceu um vídeo do X Factor, pronto foi o dia todo, Sábado e Domingo no mundo X Factor e Got Talent ao redor do Globo.

Fiquei pensando... Cara quanta gente talentosa existe nesse mundo!!!! Todas ali pela oportunidade, mostrando que sabe cantar, parece que já são super stars!

Você percebe que as pessoas lutam muito, algumas mais velhas acabam em outro emprego e não realizam seu sonho. Tão parecido com tanta gente. Seja por qual motivo for é mega triste! E quando são eliminadas!!!!! Choro horrores. São pessoas que a vida é cantar.
Eu agradeci a Deus por não ter me dado uma voz linda kkkkk

Percebi que essas competições são uma lupa, tipo a concorrência está em todas as profissões, mas como a gente assiste fica mais intenso. No X Factor UK tem uma garota que é peixeira e ela diz que não sabe o que vai fazer se voltar pra casa, que ela não quer mais fazer aquilo. Cara, isso é muito tenso!

Em uma indústria concorridíssima como a artística se for mais do mesmo ou então não tiver nada a dizer... Não rola. Quantas pessoas ganharam essas competições e quantas estão fazendo sucesso até hoje?

Mas de uma coisa eu sei, fique sempre em evidência, mesmo que não ganhe milhões ou for super famosa, você pode deixar que as pessoas vejam seu trabalho, com a internet, como todos sabem. Só um canal ou uma página, se você gosta mesmo disso, não será falta de reconhecimento que pode te parar.

E claro, selecionei algumas das minhas apresentações favoritas:

Este cara arrasa, um show man!!!


Linda. Doce. Uma voz bem singular.


Simplesmente maravilhosa.




Panda maravilhosa ♥


Que voz!!!


 A minha favorita, simplesmente catei todos os vídeos dela no yt hoho


Claro que há outras maravilhosas. Muita gente talentosa cara, muita gente!




17 outubro 2014

Não vou de táxi, nunca fui

Todo dia vou ao escritório de ônibus, a diferença é que às vezes eu vou sentada, aí pensei em escrever sobre isso e pensei também, por que nunca escrevi sobre isso?

As situações.

Como sempre, meu busão está lotado, eu deveria esperar com minha ingenuidade que às 06h40min as pessoas saíssem de casa com banho tomado e com os dentes escovados Não... O que eu esperava também era que a pessoa ficasse de boca fechada e tal, mas ela faz questão de bocejar e nem se incomoda em tapar a boca, isso é tóxico, cara, tóxico.

Sem falar naqueles piores que soltam pum. Aí a galera não fica calada porque é revoltante, às vezes está chovendo e todas as janelas estão fechadas, nem imagine...

Os motoristas - em sua maioria, são uns cavalos manga larga marchador, ô bando bruto... Assim que a galera entra no ônibus eles já estão em 60 Km, aí né, faço  as vezes de pilastra, alguém me agarra, sério mesmo, me agarra mesmo e tenho que fazer força de dois.
Pisões, bolsadas, cotoveladas, aqueles estudantes que fazem questão de passar com a mochila enorme nas costas e sai levando o mundo. Aquelas pessoas que espirram na sua cara, ou aquelas que começam a conversar, eu já vou com o fone nos ouvidos para evitar essas conversas, mas não adianta.

E quando uma cadeira desocupa? Olhar assassino de propriedade ou então coloca o braço na sua frente para impedir a passagem ou então joga a bolsa na cadeira para demarcar o território. Nós mulheres sofremos não é mesmo? É!

Tirando os homens aproveitadores sem noção que só resolvemos com uma cotovelada, uma esquiva para não brigar, ou melhor, sair do lugar que se está sendo bulinada dando aquele olhar serial killer... Têm aqueles que não querem te incomodar e você sabe, masssssss ao passar por você para não encostar seu produto na sua bunda eles ficam na ponta dos pés e acabam esfregando nas suas costas, aí não adianta muito.

Falando em costas, tem também as pessoas que passam cheirando seu cabelo, puxando, alisando suas costas. Não são situações que acontecem todos os dias, mas já aconteceram.

Quando estou sentada o incomodo geralmente é com música alta no celular do coleguinha ao lado, ou um idiota que fica mexendo no meu cabelo por trás, ou alguém cantando, conversando.
Isso tudo de tão cotidiano já se tornou normal. Sempre vai existir os mal-educados, em todo lugar, então nem me estresso ou já vou pensando no martírio, coloco minhas músicas favoritas e sigo meu rumo.